Itajaí é uma das cidades que mais geram empregos no Brasil

Mais de duas mil novas vagas de trabalho com carteira assinada foram criadas somente em janeiro e fevereiro

Itajaí é a 14ª cidade do Brasil com maior geração de empregos com carteira assinada em 2019. O município também é o único entre os 20 maiores empregadores que não teve saldo negativo entre contratação e demissão em nenhum setor produtivo da economia. Somente nos meses de janeiro e fevereiro, o sonho do emprego formal se tornou realidade para 2.134 pessoas em Itajaí. Os dados são do Ministério do Trabalho, registrados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), e traduzem o crescimento acelerado da economia itajaiense.

O número surpreendente é seis vezes melhor que os resultados de 2017, quando na época foram criados 397 empregos com carteira assinada nos dois primeiros meses do ano. Comparado ao ano passado, período em que já se registrou crescimento, o resultado é quase três vezes melhor: foram gerados 771 empregos formais entre janeiro e fevereiro de 2018.

Segundo o Ministério do Trabalho, Itajaí sustenta também o melhor desempenho de sua microrregião, composta por outros 11 municípios. O resultado favorável se contrapõe ao déficit empregatício em sete cidades. Balneário Camboriú, Barra Velha, Bombinhas, Penha, Piçarras, Porto Belo e São João do Itaperiú mais demitiram do que contrataram em 2019. Entre as cidades catarinenses do mesmo porte, Itajaí também é a melhor. Criciúma contratou 683 pessoas, Chapecó 1.600 e São José 902. O município também é o terceiro melhor no estado, atrás apenas de Joinville e Blumenau.

“A recuperação do Porto de Itajaí é fundamental. Ele é a mola propulsora de toda a nossa economia”, destaca o prefeito Volnei Morastoni. Os dados por setores da economia comprovam a relação direta com a atividade portuária. O setor de serviços, que inclui logística e armazenagem, é o líder com a contratação de 726 pessoas em janeiro e fevereiro. Em segundo lugar, vem a agropecuária com 409 novos postos de trabalho, sendo 368 novos empregos de pescador profissional. Dessa forma, o bom momento é acompanhado pelo porto pesqueiro e comercial.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Itajaí, Giovani Testoni, o grande salto para mais de duas mil carteiras assinadas também é reflexo dos investimentos públicos nos últimos dois anos.

“O trabalho de articulação em Brasília e a conquista de financiamentos para nossa cidade é o principal fator para atrair novos investimentos e, com isso, gerar mais empregos”, avalia Testoni. “As obras de mobilidade, nossa capacidade de promover com competência eventos nacionais e internacionais e os investimentos do governo federal e estadual projetam Itajaí no mercado e nos garantem grande visibilidade”.

O secretário ainda informa que, além do crescimento de empresas que já atuavam em Itajaí, a cidade tem registrado a chegada de novas empresas e investimentos em outros polos. Ele destaca os setores logístico, hoteleiro e têxtil como muito promissores.

__________________________
Informações adicionais:

Gabinete
(47) 3341-6001

Fonte: Site da Prefeitura de Itajaí

Comentários

comentários