Marcílio Dias e Brusque empatam em 1 a 1 e veem líderes se distanciarem no Catarinense

Marinheiro saiu na frente com gol de Sabiá, mas visitantes conseguiram igualdade com gol do artilheiro Hélio Paraíba 

O Marcílio Dias empatou em 1 a 1 com o Brusque na tarde deste domingo, pela quarta rodada do Campeonato Catarinense. O atacante Sabiá marcou o primeiro para o rubro-anil das Avenidas e Hélio Paraíba, artilheiro do campeonato, garantiu o empate para os visitantes.

O time de Itajaí ainda vinha empolgado pela primeira vitória conquistada na competição e almejando o segundo resultado positivo para não se afastar dos líderes do campeonato, Figueirense e Chapecoense.

Do outro lado da rodovia Antônio Heil, o rival Brusque visitou o Marinheiro com novo treinador – Marcelo Caranhato assumiu o time na sexta-feira – e com o desafio de conseguir fora de casa a primeira vitória na competição, já que até este fim de semana o time tinha apenas dois empates e uma derrota.

No fim das contas, o empate em 1 a 1 não serviu nem para o Marcílio, que caiu para o quinto lugar e perdeu a chance de ficar no grupo dos quatro primeiros, e nem ao Brusque, que terminou a rodada no mesmo sétimo lugar, com apenas três pontos – Tubarão e Criciúma fecham a rodada na noite deste domingo e podem alterar a classificação na parte de baixo.

Com vitórias na rodada, Figueirense e Chapecoense se isolaram ainda mais na dianteira do Catarinense, com 12 e 10 pontos, respectivamente. Avaí, com 7, e Hercílio Luz, com 5, fecham o G-4 até o jogo da noite.

No primeiro tempo, o Marcílio Dias teve mais posse de bola, mas o jogo foi aberto. Se Hélio Paraíba perdeu uma chance clara de gol para o Brusque, Juninho Tardelli também desperdiçou a chance de o Marinheiro abrir o placar. Aos 37 minutos, Luanderson ajeitou de cabeça para Sabiá, que invadiu a área pelo lado esquerdo e bateu na saída do goleiro Zé Carlos: 1 a 0 Cílio.

O gol do Marinheiro gerou reclamação da equipe do Brusque, que deixou o campo reclamando de impedimento de Sabiá na hora do toque de Luanderson. O técnico Marcelo Caranhato, que estreava no comando técnico do time do Vale do Itajaí, chegou a ser expulso antes do intervalo.

No segundo tempo, o Brusque voltou com mais fome de gol. Aos 12 minutos, em triangulação dentro da área, Jefferson Renan foi derrubado pelo zagueiro Rogélio, que havia acabado de entrar. O atacante Hélio Paraíba foi para a bola e bateu no lado esquerdo do goleiro, empatando a partida. Foi o quarto gol na competição marcado por Hélio Paraíba, que é o artilheiro isolado do Catarinense.

O segundo tempo seguiu em um ritmo cadenciado, com as equipes buscando a vantagem em cobranças de falta pelo lado do campo. Aos 32 e aos 38 minutos, Zé Carlos impediu duas chances claras de gol do Marcílio Dias, salvando o Brusque. Aos 44 minutos, o lateral esquerdo do Brusque, Airton, ainda foi expulso depois de uma falta dura na direita do ataque marcilista. No último lance, o Marcílio ainda tentou levar perigo com uma falta pelo lado direito, mas não conseguiu mexer no placar, que terminou mesmo em 1 a 1.

Na próxima rodada, o Marcílio enfrenta o Avaí, no Estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí. Já o Brusque vai ao Sul do Estado, onde enfrenta o Criciúma. As duas partidas ocorrem na quarta-feira, às 21h.

Fonte: NSC Total

Comentários

comentários