Marcílio Dias vence o Tubarão e salta para quarto do Catarinense 2019

Equipe de Itajaí salta na classificação e entrega a última colocação à equipe tubaronense.

O Marcílio Dias levou a melhor sobre o Tubarão no fechamento da terceira rodada do Campeonato Catarinense 2019. O Marinheiro suportou bem os donos do Domingos Gonzales e venceu com o placar de 2 a 0, na noite desta quinta-feira, diante de 1.271 torcedores. O resultado alça a equipe de Itajaí da lanterna à quarta colocação, com três pontos e na zona de classificação à semifinal, enquanto o Peixe amarga a última posição, com apenas um ponto somado.

Os dois times voltam aos gramados no domingo. O Marcílio Dias volta ao Doutor Hercílio Luz para receber o Brusque, às 17h. Mais tarde, às 19h, o Tubarão estará em Criciúma para enfrentar os donos do Herciberto Hülse.

Ainda que visitante, o Marcílio Dias buscou tomar conta do jogo. Chegava mais. Levou perigo aos 21. André Mensalão arriscou de longe e surpreendeu Belliato, que rebateu para evitar. Cinco minutos depois o Tubarão respondeu. Leilson recebeu pelo lado esquerdo, puxou para o lado e mandou bala. A redonda triscou o travessão e foi embora. Fez o time da casa ganhar terreno e começar a pressionar. Aos 33, Batista colocou Felipe Guedes para bater cruzado e fazer o goleiro Tom trabalhar. O Marinheiro saiu de trás nos instantes finais e antes do apito ao intervalo, o Peixe reclamou uma penalidade máxima em toque da mão de Luiz Renan dentro da área. Luiz Augusto Silveira Tisne só apitou para terminar o primeiro tempo.

O time da casa voltou com tudo do descanso e com 20 segundos apavorou os marcilistas com dois arremates: um defendido por Tom e outro tirando tinta da trave. O Tubarão era melhor, mas o Marcílio Dias conseguiu o gol. Displicente em recuo para o goleiro, o zagueiro Jailton mal tocou na bola e Jean Dias apareceu em velocidade para dar o toque na saída de Belliato e inaugurar o placar, aos cinco. O troco quase ocorreu quatro minutos, quando o lateral-direito Oliveira apareceu na área, ajeitou para a destra e carimbou o goleiro.

O Marinheiro ficou atrás na espera do contragolpe, que veio aos 16. Paulinho partiu do meio de campo, ganhou na corrida e a dividida com Jailton e botou cruzado e rasteiro dentro do gol: 2 a 0. Quatro minutos depois, Belliato conseguiu evitar o terceiro quando Juninho Tardelli recebeu na frente da área e bateu forte. O Tubarão já tinha Edno em ação para tentar a recuperação. O Peixe foi travado pela defesa ou parava nas boas defesas de Tom, um dos destaques da partida.

Frustrada com o resultado, a torcida tricolor entoou o nome do técnico do Marcílio Dias, nos instantes finais da partida. Waguinho Dias foi campeão pelo Tubarão da Copa SC de 2017 e no ano passado levou o clube à terceira posição do Catarinense.

FICHA TÉCNICA – Tubarão 0 x 2 Marcílio Dias

TUBARÃO

Belliato; Oliveira, Jailton, William Mineiro e Canavesio; Daniel Pereira, Felipe Guedes (Edno) e Daniel Costa; Tilica (Gustavo Ermel), Batista (Fio) e Leilson. Técnico: Silas.

MARCÍLIO DIAS

Tom; Luiz Renan, Magrão, Wallace e Paulinho; Luanderson, Jonathas, Jean Dias (Anderson Ligeiro), Juninho Tardelli, André Mensalão (Braga) e Sabiá (Roni). Técnico: Waguinho Dias.

GOLS: Jean Dias, aos cinco do segundo tempo, e Paulinho, aos 16 do segundo tempo (M).

CARTÕES AMARELOS: Daniel Pereira e Felipe Guedes (T). André Mensalão, Jean Dias, Luanderson, Roni, Tom e Wallace (M).

ARBITRAGREM: Luiz Augusto Silveira Tisne, auxiliado por Alex dos Santos e Alexandre de Medeiros Lodetti

BORDERÔ: 1.271 torcedores, para uma renda de R$ 15.175.

LOCAL: Domingos Gonzales, em Tubarão.

Fonte: NSC Total

Comentários

comentários